Asprovinho analisa amostras para selo de IP Imprimir E-mail
A Associação dos Produtores de Vinho de Pinto Bandeira (Asprovinho) iniciou no último dia 02 de junho a análise das amostras que poderão receber o Selo de Indicação de Procedência em 2011. Em duas sessões, realizadas no laboratório da Embrapa Uva e Vinho, foram analisadas por especialistas 30 amostras. Na sessão da manhã foram seis amostras de vinho base para espumante, duas de Chardonnay e uma de Cabernet Sauvignon, além de um Espumante Nature, um Espumante Brut e um Espumante Moscatel. À tarde foram quatro amostras de vinho base para espumante, duas de Chardonnay, uma de Riesling, uma de Merlot, uma de Cabernet Franc, duas de Cabernet Sauvignon, uma de Tannat, além de uma de Espumante Nature e uma de Espumante Brut. Das 30 amostras avaliadas, das safras 2008, 2009, 2010 e 2011, seis poderão receber o selo. Elas ainda passarão por uma avaliação físico-química e os resultados deverão sair entre o fim de junho e início de julho. “A Asprovinho está de parabéns. De todas as avaliações feitas, apenas uma amostra foi reprovada pelo júri e a grande maioria foi aprovada por unanimidade tanto pelos jurados quanto pelos convidados”, destacou o avaliador, engenheiro agrônomo da Embrapa Uva e Vinho, Jorge Tonietto. Além dele, fizeram parte do júri, entre avaliadores e convidados, os enólogos: Felipe Coser Cesca (Vinhos Don Giovanni), Vanessa Stefani (Vinícola Geisse), Tiago Tonini (Afavin e Vinícola Tonini), Mauro Zanuz (Embrapa Uva e Vinho), Marco Salton (Asprovinho e Valmarino), Elton Viapiana (Apromontes e Viapiana), Dácio Rubbo (Cooperativa Pompéia), João Carlos Taffarel (ABE) e Flávio Zílio (Cooperativa Aurora). Fonte: Reflexo Comunicação